Bancários do Banco do Brasil deverão deliberar na sede do sindicato sobre Acordo Coletivo de Trabalho no dia 2 de julho

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Compartilhe em sua rede social

O Sindicato dos Bancários de Rio Preto e Região convocou para quinta-feira, 2 de julho, a assembleia extraordinária que deliberará sobre o Acordo Coletivo de Trabalho Emergencial (Pandemia Covid-19) a ser celebrado com o Banco do Brasil. A reunião ocorrerá na sede do sindicato, com a primeira convocação às 14 horas e a segunda às 16 horas. Ver edital

Sindicato indica aprovação de acordo do Banco do Brasil

Depois de cobranças do movimento sindical, o Banco do Brasil finalmente apresentou, em reunião por videoconferência na sexta-feira 26, uma proposta de acordo coletivo vantajosa para os trabalhadores. O acordo é emergencial, por conta da pandemia de coronavírus, e prevê: compromisso de não descomissionamento por desempenho enquanto durar a pandemia; anistia de 10% do saldo total de horas negativas a compensar; prazo de compensação de horas negativas de 18 meses; e abono dos dias 7, 8, 9, 28 e 29 de abril para funcionários autodeclarados do grupo de risco e coabitantes (quem mora com pessoas do grupo de risco) que estavam à disposição do banco nessas datas.

O acordo prevê ainda que o período de férias em aquisição, que de acordo com a MP 927 pode ser antecipado no período da pandemia, seja de apenas de 15 dias, em vez de ser compulsoriamente determinado pelo banco, que na maioria das vezes determina que seja de 30 dias, à revelia do trabalhador.

O compromisso de não descomissionamento por desempenho terá a mesma validade do decreto de calamidade pública do governo federal, que a princípio é 31 de dezembro. O acordo prevê que caso o decreto seja prorrogado ao final do ano, o compromisso de não descomissionamento consequentemente também será prorrogado.

“Esse acordo do Comando Nacional dos Bancários com o Banco do Brasil foi fruto de negociação onde a avaliação do comando traz garantias neste momento de pandemia, por isso orienta a todos os bancários a aprovarem. Foi um avanço neste momento difícil que a categoria bancária e os trabalhadores passam diante da pandemia do Covid-19 que se instalou no país” disse Aparecido Donizete Roveroni, presidente do Sindicato dos Bancários de Rio Preto

Outras Notícias