Banco do Brasil divulga novas orientações sobre covid19

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Compartilhe em sua rede social

O Banco do Brasil divulgou nesta terça-feira (17), novas orientações para os funcionários com objetivo de conter o avanço da covid-19. O novo anúncio veio após críticas de medidas insuficientes anunciadas anteriormente.

A principal delas havia sido solicitada pelo movimento sindical em ofício a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), que o trabalho home office para funcionários acima dos 60 anos, grávidas, portadores de doenças crônicas, cardiovasculares ou pulmonares, além de pacientes de câncer devem trabalhar prioritariamente em isolamento em casa.

Caso o trabalho do bancário destes grupos não seja possível em home office, ele deverá ser liberado para ficar em casa, à disposição do banco. Também estão dispensados menores aprendizes e estagiários.

Nas cidades onde há transmissão comunitária confirmada pelo Ministério da Saúde (São Paulo e Rio de Janeiro), os funcionários da sala de autoatendimento devem ser retirados da função e cartazes trarão orientação aos clientes. Nestas cidades, também será permitido o abono de uma hora de trabalho por dia, flexibilizando a jornada, além de escalonar os turnos dos funcionários, mantendo as indicações da vigilância epidemiológica.

“Como esta crise é nova e muito dinâmica, ainda temos muito a fazer. Precisamos, por exemplo, de uma comunicação mais assertiva com os departamentos, onde há mais concentração de pessoas e a superintendência tem de ter um olhar especial para organizar o atendimento em São Paulo, principal foco do coronavírus no país”, ponderou o coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB), João Fukunaga.

Os bancários que tiverem dúvidas ou dificuldades com aplicação das novas medidas devem entrar em contato com o BB ou acionar o sindicato, salientou Darci Barros, diretor do Sindicato dos Bancários de Rio Preto.

Outras Notícias