Dia de Luta! Bancários protestam contra demissões no Santander

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Compartilhe em sua rede social

Sindicatos dos Bancários de todo o país realizam, nesta quinta-feira (24), um Dia Nacional de Luta contra as demissões realizadas pelo banco Santander. A decisão foi tomada em reunião da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do banco, realizada na tarde de segunda-feira (21).

O Banco Santander vem sistematicamente demitindo trabalhadores e trabalhadoras neste momento de descontrole da pandemia do novo coronavírus no Brasil, demissões que, inclusive, ferem estabilidades garantidas em legislação e convenção coletiva/ACT, como, por exemplo, demissão de companheiras gestantes. Muitas destas demissões são feitas através de ligações telefônicas e outras atingem a totalidade de departamentos, com a clara finalidade de terceirização das atividades.

Para expressar o repúdio da categoria diante das ações do Santander, os sindicatos, representados pela CONTRAF/FEEB-SPMS, se reuniu com membros do COE/SANTANDER, onde deliberaram pela realização de ações de denúncia e pressão contra as atitudes da direção do banco. Os representantes da categoria bancária organizam “O dia Nacional de Luta”, e se mobilizarão nas redes sociais em protesto às demissões e em defesa do emprego. Um tuitaço está agendado para ocorrer às 12h com a #SantanderPareAsDemissoes.

“As demissões são absurdas, injustas, tem ocorrido por telefone, demonstrando a falta de consideração e respeito do banco para com seus funcionários. Mesmo durante a pandemia, o Santander continua pressionando seus funcionários para atingir metas, assim como as cobranças excessivas, o que gera grande desconforto, além de contribuir para o adoecimento físico e emocional dos trabalhadores”, ressalta Daniel Vitolo, diretor do sindicato de Rio Preto.

“As demissões e a forma como o banco está tratando seus funcionários é inaceitável. Os sindicatos estão se mobilizando para fazer o enfrentamento, é importante que todos os bancários participem do Dia Nacional de Luta expondo sua indignação nas redes sociais” salientou Aparecido Roveroni, presidente do Sindicato de Rio Preto.

Outras Notícias