Em assembleia, bancários do Itaú avaliarão acordo de teletrabalho

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Compartilhe em sua rede social

Sindicato orienta pela aprovação do acordo, que contempla principais pontos debatidos na Campanha Nacional dos Bancários 2020. Assembleia, realizada de forma remota, ficará aberta das 8h do dia 3 de dezembro (quinta) até as 20h do dia 4 de dezembro (sexta). Participe!

Os bancários do Itaú da base do Sindicato dos Bancários de Rio Preto e Região participarão de assembleia remota, que ficará aberta das 8h do dia 3 de dezembro (quinta) até as 20h do dia 4 de dezembro (sexta), para deliberar sobre acordo de teletrabalho (home office). O link para acessar a assembleia é: https://bancariosriopreto.com.br/ Mas atenção: o link só estará funcional durante o período de votação. Outros sindicatos também promoverão assembleias em suas bases.

Veja edital de convocação para a assembleia

O acordo que será deliberado pelos bancários do Itaú regulamentará o teletrabalho de cerca de 38.000 trabalhadores, denominado pelo banco de ¨First Remote¨, no qual o bancário tem o compromisso de comparecer ao local de trabalho quatro vezes no mês.

Para o Bancário do Itaú e dirigente do Sindicato de Rio Preto, Júlio Cesar, “a atuação do movimento sindical neste momento de pandemia foi fundamental para garantir que milhares de trabalhadores tivessem a garantia do teletrabalho”.

O diretor destaca ainda que o movimento atuou de forma aguerrida na Campanha Nacional dos Bancários 2020 em busca de um acordo de teletrabalho, mas não existiu uma posição unificada dos bancos. Por isso, o caminho encontrado foi buscar a negociação banco a banco.

“O Sindicato orienta a aprovação do acordo. O mesmo contempla as reivindicações apresentadas pelo movimento sindical durante a Campanha Nacional dos Bancários 2020″ salientou Carolina Roveroni, diretora do Sindicato e Bancária do Itaú.

Ajuda de custo:

A proposta prevê ajuda de custo semestral, que não integra na remuneração, no valor de R$ 480,00, totalizando R$ 960 anuais. Para o ano de 2020, tendo em vista a assinatura do acordo, será pago parcela única de R$ 160,00, referente aos meses de novembro e dezembro.

Equipamentos:

Será disponibilizado pelo banco equipamentos a serem retirados pelos trabalhadores (notebook, cadeira, teclado e mouse).

Saúde:

O banco deverá promover orientação aos trabalhadores sobre as medidas de prevenção de doenças e acidentes de trabalho.

Vale-transporte:

O banco concederá valor proporcional a necessidade de deslocamento presencial do trabalhador, que terá que estar presente no local de trabalho quatro vezes ao mês. O bancário poderá escolher o local mais próximo da sua residência ou de melhor acesso.

Vales refeição e alimentação

Serão mantidos, da mesma forma como prevê a Convenção Coletiva de Trabalho, os vales refeição e alimentação.

Jornada:

A jornada será controlada através do ponto eletrônico e ficam garantidos os intervalos de almoço e descanso.

Benefícios:

O banco firmará convênio com operadoras de internet, academias, fast foods, restaurantes, entre outros.

Outros pontos:

Estão incluídos no acordo também o ponto eletrônico, que já é praticado; e a quitação das horas extras, garantindo que os trabalhadores recebam as horas extras de acordo com o previsto na lei, não impactando nas 7º e 8º horas.

 

Outras Notícias

Assembleia geral extraordinária com os funcionários do Banco do Brasil para avaliar a proposta de paralisação das atividades no dia 29/1. Período de votação: Dia 25/01/2021 das 8h às 18h.