Empregados devem ter calma em manifestar interesse para movimentar

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Compartilhe em sua rede social

Depois da manutenção da liminar que estabeleceu a suspensão da reestruturação pretendida pela Caixa, concedida a pedido dos movimentos sindicais, o banco reabriu nesta segunda-feira (17), o processo de movimentação com o prazo final para o dia 2 de março.

A Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa) orienta os empregados que sofrerem pressão ou assédio de qualquer tipo durante o processo a procurarem seus sindicatos e denunciarem.

A Caixa iniciou a reestruturação sem qualquer negociação com as entidades sindicais ou representantes dos empregados disse Hilário Ruiz, vice-presidente regional do sindicato.

“é inconcebível que a caixa inicie um processo que afeta diretamente a vida de milhares de empregados sem abrir a oportunidade de diálogo. É uma falta de respeito, de reconhecimento, com aqueles que se dedicam todos os dias para construir bons resultados ao banco”.
O momento de incerteza gerado pela própria Caixa requer ponderação. É preciso ter acesso a todas as informações corretas para avaliar o quadro da reestruturação e as situações dos trabalhadores por ela atingidos.

O movimento sindical está lutando para que todos que sejam foco dessa reestruturação tenham garantias e esclarecimentos suficientes para uma tomada de decisão, que poderá influenciar diretamente sua vida funcional e pessoal.

O sindicato informa ainda que que as negociações para defender os direitos de todos os empregados da Caixa continuam.

Outras Notícias