Sindicatos cobram que bancários não retornem ao trabalho presencial agora, por conta da segunda onda

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Compartilhe em sua rede social

Os sindicatos através do Comando Nacional dos Bancários, se reuniu com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) na última sexta-feira, 20 de novembro, por videoconferência. Na pauta, o aumento de casos de contaminação por Covid-19 no país e a chamada segunda onda.

Para o Comando, a manutenção do teletrabalho é necessária, assim como o cumprimento dos protocolos sanitários. A Fenaban informou que vai orientar os bancos a suspenderem o retorno ao trabalho presencial dos bancários que estão em home office. Além disso, será reforçada a campanha de prevenção.

O comando defendeu ainda a inclusão da categoria bancária entre as categorias prioritárias para receber a vacina contra a covid 19. “Vamos defender para que se dê prioridade na vacinação para os bancários, na lista do Ministério da Saúde. Afinal, também somos um setor de atendimento essencial”.

Para a presidente do Sindicato de Rio Preto e Região, Aparecido Donizete Roveroni,  “a disseminação do coronavírus ainda continua. O que exige respeito às medidas para evitar o contágio; entre elas, uso de máscaras, protetor facial e isolamento social para os trabalhadores integrantes do grupo de risco. A pandemia não acabou. É grave o problema e todos têm que se cuidar”.

O Comando e a Fenaban voltam a discutir o tema Covid-19 nos próximos dias.

Outras Notícias

Assembleia geral extraordinária com os funcionários do Banco do Brasil para avaliar a proposta de paralisação das atividades no dia 29/1. Período de votação: Dia 25/01/2021 das 8h às 18h.